EN

Impressão 3D e Metais em pó

Obtenha todos os dados de distribuição de tamanho de partículas e análise de forma de partículas de metais.

A fabricação de metais inclui vários processos físicos e químicos, incluindo o esmagamento,  a atomização líquida e centrífuga, a redução e extração direta. Cada método possui rigorosos índices de monitoramento, como temperatura, pressão, teor, isolamento e proteção, para garantir o tamanho, a forma, a qualidade e outras propriedades físicas e químicas dos produtos finais.

Ao testar o tamanho das partículas, a forma das partículas e as propriedades físicas do pó, os instrumentos Bettersize podem monitorar e controlar a qualidade do produto, melhorar a qualidade e otimizar a tecnologia de produção no processo de desenvolvimento e fabricação de metais. Os produtos aplicáveis incluem pó de alumínio, bismuto, bronze, carbonetos metálicos, cádmio, cromo, cobalto, pó de cobre, gálio, háfnio, índio, pó de ferro, chumbo, pó de magnésio, pó de molibdênio, níquel, nióbio, platina, rênio, rubídio, silício, prata, estrôncio, tântalo, estanho, dióxido de titânio, tungstênio, vanádio, ítrio, pó de zinco e óxido de zircônio, além de outros metais raros e muitas ligas diferentes desses metais primários.

Além disso, a análise do tamanho e da forma das partículas é necessária na fabricação de peças de metalurgia do pó. Os componentes de metal em pó são feitos de metal em pó usando uma variedade de técnicas de fabricação. Essas técnicas incluem prensagem e sinterização, forjamento em pó, prensagem isostática a quente, sinterização assistida por corrente elétrica, moldagem por injeção de metal e derretimento seletivo a laser.

As especificações de tamanho para um pó de metal atomizado geralmente são mais rígidas do que muitos outros processos de fabricação de peças. No relatório de resultado da análise o D (50) pode ser menor e a distribuição do tamanho de partícula mais estreita para peças complexas com superfícies finas. Distribuições bimodais podem ser necessárias para maximizar a densidade compactada no leito do aparelho de fusão a laser para otimizar a densidade e a resistência e minimizar os vazios nas peças acabadas.

As partículas produzidas devem ser altamente esféricas e de superfície lisa para proporcionar boa fluidez e empacotamento do leito de fusão a laser.

Contaminantes são prejudiciais em qualquer pó metálico, mesmo um único contaminante pode causar um defeito pontual em uma seção muito fina de uma peça. A análise dinâmica de imagem pode ser usada no controle de qualidade para monitorar se as partículas são irregulares, de superfície rugosa ou translúcida. A quantidade de material imprópria para a finalidade pode ser quantificada como uma proporção da amostra em volume ou número.
A reciclagem de pó de metal pode causar desgaste e contaminação na reciclagem. Se ficar fora da especificação, terá que ser derretido e atomizado novamente - uma despesa cara (custo e tempo) - para produzir novamente o pó dentro da especificação.

O controle de qualidade de pós metálicos precisa ser efetuado para atender às especificações de qualidade da inspeção de saída dos fabricantes de pó e da inspeção de entrada dos fabricantes de peças de metalurgia do pó. A morfologia e a distribuição granulométrica do pó influencia na fluidez, na densidade de empacotamento e no nível de contaminantes dos pós metálicos.
Além disso, a medição da morfologia e distribuição do tamanho de partícula do pó pelos sistemas abaixo ajuda a determinar a resistência em contato com outros materiais naturais ou não, determiner a porosidade, a resistência à sinterização e as propriedades mecânicas das peças formadas (produto final).
  • A.9, Ganquan Road, Jinquan Industrial Park, Dandong, Liaoning, China.
    A.9, Ganquan Road, Jinquan Industrial Park, Dandong, Liaoning, China.
  • 86-415-6163800
    86-415-6163800